Coronavírus: Suíça mobiliza exército para apoiar hospitais

Coronavírus: Suíça mobiliza exército para apoiar hospitais

O Governo federal enviou nove milhões de francos suíços para a luta contra a epidemia.

O Governo da Suíça, país que confirmou na quinta-feira a primeira morte por causa do Covid-19, anunciou hoje que o exército vai apoiar hospitais civis para fazer frente à epidemia.

Em conferência de imprensa, o ministro do Interior suíço, Alain Berset, explicou que os governos cantonais vão poder solicitar esse tipo de assistência ao exército e informou que o de Ticino, na fronteira com a Itália e onde os primeiros casos foram registados, já o fez e conta agora com duas ambulâncias adicionais.

O Governo federal anunciou também o envio de nove milhões de francos suíços (cerca de 8,5 milhões de euros) para a luta internacional contra a epidemia, cindo dos quais para centros de pesquisa e os restantes quatro para organizações internacionais de saúde.

O país tem mais de 200 casos confirmados do surto de Covid-19, número semelhante ao de países vizinhos como a França ou a Alemanha, apesar de ter uma população significativamente menor.

Há uma semana, as autoridades proibiram qualquer evento público com mais de mil pessoas durante pelo menos duas semanas – como medida preventiva -, o que afetou todo o tipo de eventos, desde o Salão Automóvel de Genebra até à liga nacional de futebol ou o Carnaval de Basileia.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou já 3.385 mortos e infetou mais de 98 mil pessoas em 87 países e territórios, incluindo 13 em Portugal.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 55 mil recuperaram.

Além de 3.042 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas, San Marino, Iraque, Suíça, Espanha, Reino Unido e Países Baixos.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou 13 casos de infeção.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

Adm. Semear

Deixe uma resposta

Fechar Menu